INSCRIÇÃO     ÁRBITROS     HALL DA FAMA     MERCADO DA BOLA     CARTEIRINHA VIRTUAL
Usuário:    |  Senha:  
 
FILIADO
 
  11/03 - SEJA UMA EQUIPE FILIADA E JOGUE AS MELHORES COMPETIÇÕES DE FUTEBOL 7! ENTRE EM CONTATO: 9.9757-6608 / 9.9890-5807  
NOTÍCIAS

Data: 22/12/2020
Essa notícia foi lida 407 vezes

  

Conheça algumas equipes que saíram de desconhecidas e ganharam destaque no Super Pernambucano

Por: Edgar Caetano
Foto: Luciano Fotoguia / F7SPE






O Super Pernambucano teve seu fim com a Selegalinha conquistando o título sobre o Vitória, por 3x0. A partida foi realizada no último dia 13 de dezembro, na Arena AG Club 7, em Toritama. Das 153 equipes inscritas, de 13 sedes, muitas surpresas apareceram e se firmaram no cenário do Futebol 7 pernambucano. PS Sports, VR Toritama, Esportes da Sorte, Metabase, Bombão, de Ipojuca e Seleção Vencedora, por exemplo, são nomes-destaques de equipes que se mostraram para o Fut7 do estado e mandaram ver no maior estadual dos últimos tempos. 


Pela Sede Toritama, a VR - time que leva a marca VR Tecidos como nome e patrocinador master - arrancou a atenção de todos com a boa campanha. Com 100% de aproveitamento, o Leão levou o título simbólico da sede e chegou a fase final como uma das equipes que brigariam pelo título da competição. A conquista do Desafio Brasileiro de Futebol 7 e a boa campanha também na Copa do Brasil, em Fortaleza, reforçaram o favoritismo dos toritamenses na disputa. Em um jogo apático, a VR foi eliminada do Super Pernambucano ao perder para o Vitória, vice-campeão do torneio. Ainda assim, a boa impressão foi deixada para as próximas temporadas. 


Outro gigante no Super Pernambucano foi o PS Sports, Projeto Social encabeçado pelo treinador Diego Menezes, que na temporada passada comandou o Náutico na Série B do Campeonato Pernambucano. Com um time com média de idade totalmente sub-20, os robozinhos, como ficaram conhecidos, deram trabalho às equipes que cruzaram seu caminho, inclusive, ao Timbu, que perdeu de 5x3 na fase inicial. No mata-mata da disputa pela sede, no entanto, o PS caiu justamente para o time alvirrubro, no Shoot Out. Antes, foi responsável por eliminar o Fut7PMPE, atual campeão da Segunda Divisão estadual. Além da boa campanha, a equipe revelou grandes joias para o Fut7 de Pernambuco. Os fixos Pinho e Gabriel, além dos alas Japa e Pedoca, se destacaram dentro de campo assim como o pivô Henriko. Kiko, destaque da Série C de 2019 também atuou na equipe de Diego.


 Também de Recife, o Esportes da Sorte reuniu nomes conhecidos pela galera. O primeiro deles foi o do seu treinador, Serjão, que além de atuar nas categorias de base do Náutico, já foi campeão do Campeonato Brasileiro - Etapa Nordeste de Fut7, em 2017. No retorno à categoria adulto, o treinador resgatou Liniker, reforçou-se com Binho, ex-Sport e Santa Cruz, o goleiro Bráulio, campeão estadual com o Tricolor e contou com o faro de gol de Rhuddson, ex-Portal Society, Íbis e Atlético de Olinda. A queda do Time da Sorte, no entanto, veio de um dos melhores jogos do campeonato. Ao buscar um 2x0 no placar, o Esportes da Sorte foi derrotado pela VR por 4x2 nas quartas de final do Super Pernambucano. Com a eliminação precoce, os rumores é de que na próxima temporada, a equiipe venha ainda mais forte para o calendário 2021.


Ainda na capital pernambucana, a Seleção vencedora, time comandado por Palhinha, treinador de futebol profissional, ganhou destaque ao eliminar o Tricampeão do estado, o Santa Cruz, nas semifinais ainda na disputa da Sede Recife III. O feito os levou até Toritama, após conquistar o título goleando o tradicional Futurinhos na final por 7x1. Além da boa fase, nomes como Chinho e David ganharam destaque e são pretendido por grande equipes. Com um projeto humilde, mas de muita fora de vontade, a Seleção enfrentou nas oitavas de final da fase final da competição, a VR e não conseguiu avançar após pressionar os donos da casa. 


De Lajedo, o Metabase ganhou destaque ao desbancar o River, de Jupi, na decisão pela sede. Atual campeão da Série A Agreste, o River não conseguiu bater o Meta dentro da cidade de Lajedo na grande final e chegou às Superfinais através da disputa da vaga especial. Já o Metabase - que mostrou ser uma equipe com organização dentro e fora de campo -, não conseguiu avançar das oitavas de final na fase final, mas mostrou que na Sede Lajedo, os donos da casa é quem comandam. Na próxima temporada, a equipe já chega com um patamar acima das demais equipes e será o time a ser batido nas competições. Para isso, será preciso se reforçar cada vez mais para continuar com o posto de Top1 na região.


Lá em Ipojuca, por ser a sede com maior número de equipes, dois times conseguiram a classificação para a fase final. A Ponte Preta, que já conta com participações em competições F7SPE conquistou a sede ao vencer o Bombão, equipe novata na Federação. Nas oitavas de final, logo de cara, teriam os donos da cara pelo caminho e para quem achou que os ipojucanos fariam feio, até jogaram bem, apesar da derrota por 2x0 para a VR deixando a boa impressão de uma equipe jovem, rápida e de boa qualidade técnica, mesmo sem altos investimentos e sem treinos frequentes.


Outras equipes também chamaram atenção ao longo do Super Pernambucano. A esperança e a expectativa é que elas continuem crescendo e elevando o nível técnico das próximas competições da Federação Pernambucana de Futebol 7, seja coletivamente, seja individualmente, que sempre tenham seus destaques fazendo com que a modalidade siga em seu crescimento constante.







LEIA TAMBÉM!

Com equipes novatas na temporada, estão formados os grupos da Copa Especial de Fut7
Conheça as equipes, contratações e quem atuará nas 16 equipes da primeira competição do calendário F7SPE
Com Fabiano Santos e reforços, Sport quer renovar ciclo e voltar a brigar por campeonatos na temporada 2021
Além de Fabiano, reforços chegam para compor o atual elenco do Leão nos desafios da nova temporada leonina
Caruaru City lidera lista de campeão do Super Pernambucano Agreste; Golden Goal também conquista título
O time caruaruense esteve em todas as finais; os vitorienses, no entanto, arrancaram uma das categorias
Náutico/PS e Anglo se reencontram na final do Super Pernambucano Sub-18 e Timbu conquista o título da categoria
No segundo encontro entre as equipes, o Timbu levou a melhor e conquistou o título estadual
Sport vence Elite e é campeão do Super Pernambucano Sub-09
O Dragão até reagiu, mas não conseguiu frear o ímpeto leonino, que venceu por 5x2

CRAQUE DA RODADA
RANKING


PARCEIROS


Copyright© 2021 FEDERAÇÃO DE FUTEBOL 7 DE PERNAMBUCO.